Black Friday, promoção coletiva em que as lojas oferecem descontos em diversos produtos e serviços, será no próximo dia 27 de novembro. Neste ano, a relevância do comércio eletrônico deverá ser ainda maior devido à pandemia de Covid-19.

Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) elaborou uma série de dicas para que o consumidor se beneficie da promoção e evite cair em golpes, que infelizmente acontecem com frequência no ambiente virtual.

De acordo com o coordenador do órgão, Marcelo Barbosa, a Black Friday tem entre seus objetivos a renovação dos estoques dos lojistas, liberando espaço para os produtos destinados às vendas natalinas. A promoção representa também uma oportunidade para que esses mesmos comerciantes conquistem a confiança do consumidor, oferecendo descontos reais e mantendo uma relação transparente com seus clientes.

Os falsos anúncios de produtos em promoção, que aparecem principalmente nas redes sociais, têm sido um motivo cada vez mais frequente de reclamações dos consumidores nos órgãos de defesa do consumidor. Golpistas se aproveitam de períodos promocionais como a Black Friday para lesar pessoas que, na ânsia de fechar um bom negócio, acabam não tomando os cuidados necessários para garantir uma compra segura. Com relação a isso, a dica de ouro é: se o preço estiver muito abaixo da média praticada pelo mercado, desconfie.

Outros problemas muito comuns são a não entrega de produtos, atrasos na entrega e ainda produtos com vício de qualidade ou diferentes em comparação com o momento da compra. A seguir, as dicas que o Procon Assembleia preparou para ajudar o consumidor a evitar dores de cabeça em suas compras:

FONTE: ALEMG
Compartilhe!