A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALEMG) participa, até o dia 31 deste mês, do Outubro Rosa, campanha de conscientização e prevenção do câncer de mama. Em virtude disso, o Palácio da Inconfidência, sede do Parlamento mineiro, recebe iluminação rosa em suas fachadas, no Espaço Democrático José Aparecido de Oliveira (Edjao) e na entrada pela Rua Rodrigues Caldas.

Na campanha, que ocorre em nível mundial, instituições e entidades diversas buscam informar sobre a prevenção contra a doença e mostrar a importância do diagnóstico precoce. O câncer de mama é um dos tipos de câncer que mais afetam e matam mulheres, seguido pelo câncer colorretal e de colo de útero.

Originalmente, a campanha foi criada nos Estados Unidos, na década de 1980, por Nancy Brinker, irmã de Susan G. Komen, vítima do câncer de mama. Desde a morte da sua irmã, Nancy prometeu seguir na batalha contra essa doença e fundou a ONG Susan G. Komen for the Cure, na qual foi criada a Corrida pela Cura e o Outubro Rosa.

Desde então, o mês é marcado por campanhas de conscientização sobre o câncer de mama com foco especial nas mulheres. O laço cor-de-rosa, símbolo da prevenção ao câncer de mama, também foi lançado pela fundação Susan G. Komen para simbolizar essa luta.

Taxas são mais altas no Sul e no Sudeste

Conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), no Brasil, excluídos os cânceres relacionados a tumores de pele não melanoma, o de mama é o que mais incide em mulheres, com taxas mais altas no Sul e no Sudeste. Em relação aos óbitos, constitui a primeira causa de morte por câncer na população feminina em todo o Brasil. Para 2022, são estimados 66.280 casos novos de câncer de mama.

Um artigo científico brasileiro publicado na revista Public Health in Practice, neste ano, aponta que as campanhas do Outubro Rosa aumentam as ações preventivas de combate ao câncer de mama. A busca por mamografia, por exemplo, cresce 39% no período da campanha e nos meses imediatamente seguintes, segundo a publicação.

Laços da Consciência

O Outubro Rosa faz parte do programa “Laços da Consciência”, que reúne ações de sensibilização sobre temas relacionados ao bem-estar dos mineiros, em especial, a causas relacionadas à saúde, associando-as a meses e cores e a iluminação do Palácio da Inconfidência. A Assembleia também agrega atividades do processo legislativo para dar mais visibilidade ao tema, em parceria com os gabinetes parlamentares, entidades da sociedade civil e poder público.

Fonte: ALEMG

Compartilhe!