1509745A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALEMG) adotará um protocolo preventivo visando reduzir possibilidades de contágio pelo novo coronavirus (Covid-19). As medidas que passam a vigorar na Casa, a partir da próxima segunda-feira (16), foram comunicadas à imprensa pelo presidente da ALEMG, deputado Agostinho Patrus (PV), em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (13/3/20).

Agostinho Patrus informou que a decisão foi tomada pela Mesa da ALMG com o propósito de contribuir para evitar que o Covid-19 se propague ainda mais no Estado. As medidas serão publicadas, na forma de deliberação, neste sábado (14).

“Vamos tomar algumas medidas de restrição de público. Todos sabem que a Assembleia valoriza muito a participação popular, ela se dará através das redes sociais e das perguntas em tempo real nas audiências públicas. Vamos transmitir todas as reuniões pela TV Assembleia, ou pela internet, para que esta participação possa se dar em sua plenitude”, enfatizou o presidente da ALEMG.

Entre as ações que a Assembleia adotará estão a restrição de atividades com aglomeração de pessoas na sua sede e o cancelamento de audiências no interior do Estado. Serão mantidas reuniões de Plenário e de comissões relacionadas ao processo legislativo, com presença restrita a deputados e funcionários da Casa, além da imprensa credenciada.

O presidente da Casa esclareceu que as medidas restritivas não vão interferir no andamento dos trabalhos legislativos e todos os prazos nos trâmites dos projetos permanecem inalterados

Fluxo intenso contribuiria para propagar vírus

Agostinho Patrus ressaltou que, diariamente, passam pela Assembleia cerca de 6 mil pessoas, provenientes de diversas regiões do Estado. Com tal fluxo, o coronavírus, dada a sua rápida propagação (pelo ar e em superfícies contaminadas) poderia ser transmitido mais rapidamente, inclusive sendo levado ao interior do Estado. Daí a necessidade de reduzir aglomerações.

Outra medida confirmada foi o reforço na higienização da ALEMG, principalmente em áreas de uso comum (como banheiros, elevadores, corrimãos), e a instalação de pontos com dispensers de álcool-gel.

O médico Marcus Vinícius Pereira, responsável pela Gerência-Geral da Saúde Ocupacional (GSO) da Assembleia, que participou da coletiva, informou que as equipes da GSO já passam por treinamento para atender a casos suspeitos e adotar outras medidas de controle e precaução.

O protocolo preventivo da ALEMG, a exemplo de outros semelhantes adotados em órgãos públicos pelo País, ainda proíbe viagens de servidores e parlamentares a áreas de risco, afastamento daqueles que retornem de áreas de alto risco de contágio, assim como os que apresentem sintomas associados à infecção pelo Covid-19.

As medidas adotadas pela Assembleia não têm prazo para se encerrarem, elas permanecerão enquanto houver risco de propagação do vírus.

Situação de emergência – Na quinta-feira (12), foi divulgado o segundo caso confirmado de Covid-19 em Minas Gerais, em uma paciente de Ipatinga (Vale do Aço). O Governo  do Estado publicou, nesta sexta (13), o Decreto 113/20, que institui situação de Emergência em Saúde Pública no Estado em razão do vírus.

O Portal do Ministério da Saúde esclarece que o atual agente infeccioso (Covid-19), descoberto na China em dezembro de 2019, integra uma família de vírus que causam infecções respiratórias, com sintomas similares aos da gripe.

A transmissão se dá por meio de contato com secreções de pessoas infectadas, no ar ou com superfícies e utensílios contaminados.

Para se prevenir, é necessário higienizar bem as mãos (lavando-as por 20 segundos com água e sabão ou utilizando álcool-gel 70%); evitar tocar olhos, boca e nariz; cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir; evitar aglomerações e manter os ambientes ventilados.

Em caso de febre e sintomas respiratórios (tosse, coriza e afins), é preciso procurar atendimento em serviço de saúde e, se possível, manter-se em isolamento.

Fonte: ALEMG
Compartilhe!