g_ushoaGuilherme Uchoa é deputado estadual pelo PDT/PE e Presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco

Receber em nosso Estado a Conferência Nacional da Unale é uma alegria para todos nós. Também uma grande responsabilidade. A proposta é reunir algo em torno de 500 parlamentares de todo o Brasil para discutir assuntos que podem resultar em muitos benefícios à vida do cidadão brasileiro.

Entre as pautas importantes, o Pacto Federativo, que destina à União 70% do total arrecadado no País, e 30% para estados e municípios. Algo que precisa ser revisto diante da necessidade dos municípios, especialmente no Nordeste, com cidades do Interior arrasadas pela seca.

Há assuntos urgentes na pauta parlamentar, a exemplo da reforma tributária e o cenário gerado pelas normas hoje vigentes. Entre os pontos, os juros altíssimos cobrados pela União aos estados, em razão de uma dívida rolada em 1998. Há estados que, depois de 15 anos pagando juros, devem quase o dobro. Uma matemática ingrata.

O que parece coisa da economia macro se traduz em nomes e histórias de vida de cidadãos brasileiros. Estes acabam sofrendo com a dificuldade de investimentos de estados e municípios em setores básicos, como saúde, educação e segurança pública, reverberando no dia a dia da população.

A falta de investimentos na segurança pública deixa trabalhadores e estudantes cada vez mais expostos à violência. Além de histórias pessoais desoladoras, isso gera prejuízos tremendos a setores como comércio e turismo, enfim, ao emprego e à renda. O cidadão paga essa conta. O Brasil não pode continuar assim.

Discutir Reforma Tributária e Pacto Federativo é botar na mesa tudo isso. Portanto, a alegria de sediar o Congresso da Unale em nosso Estado. Pernambuco dá exemplo ao Brasil em números de crescimento econômico, a partir de uma gestão ousada do governador Eduardo Campos, que quebrou paradigmas e deu outra forma à administração pública.

Vamos aproveitar o encontro para mostrar o que o Estado vem fazendo, suas belezas naturais, riquezas gastronômica e cultural, e toda a sua receptividade. Estamos de braços abertos para receber nossos colegas: sejam todos muito bem-vindos.

Compartilhe!