Dentro da programação do Outubro Rosa, a Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), através da seção de Serviço Social da Casa, realizou na manhã desta terça-feira, 18, palestras com médicos especialistas sobre temáticas relacionadas ao câncer de mama. O evento contou com a presença de Kamila Vieira, esposa do Presidente Lissauer Vieira (PSD) e, ainda, de integrantes do ‘Grupo Câncer de Mama Superação’.

No auditório da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Alego (CCJ), o diretor de Saúde e Meio do Ambiente do Trabalho, o médico Marcos Antônio Nogueira, foi quem abriu a celebração ressaltando que “infelizmente ainda existem muitas mulheres que não estão olhando o suficiente para essa questão do câncer de mama, mas precisamos conversar sobre isso para que os cuidados sejam replicados”, assinalou.

Em seguida, quem fez uso da palavra foi Kamila Vieira, que trouxe um relato emocionado sobre o caso da sua mãe, falecida aos 59 anos, com um câncer de mama descoberto tardiamente, já numa fase muito avançada da doença. Ela abriu o coração e confessou que “só quem passou sabe o quanto é difícil receber esse diagnóstico”.

Cuidados com o corpo

Na ocasião, o cirurgião plástico, Álvaro Vitor Teixeira, ressaltou a temática “O Papel da Nutrologia e da Cirurgia Plástica no Câncer de Mama”. Ele atestou que os estudos mostram que o câncer de mama é multifatorial e está relacionado a fatores ambientais e hábitos de vida, portanto uma alimentação balanceada aliada a atividade física regular pode fazer muita diferença, especialmente para aquelas mulheres que já enfrentam o tratamento. “Pacientes com melhor alimentação têm maior sobrevida”, assegurou.

“Em 1992, a indústria americana de prótese mamária de silicone indenizou 400 mil mulheres, desembolsando 11 bilhões de dólares. Nos anos seguintes, muitas mulheres trocaram suas próteses e, em seguida, as próteses passaram por muitas evoluções, mas ainda assim não existe garantia vitalícia e segurança total. O que aconselhamos para aquelas que decidem optar pela cirurgia plástica de mama com prótese é que façam acompanhamento e exames constantemente”, explicou o cirurgião plástico e especialista em nutrologia.

Por sua vez, o médico mastologista Antônio Leite abordou ‘A Prevenção e os Cuidados com o Câncer de Mama’ alertando sobre os vários fatores indispensáveis com relação ao cuidado das mulheres com seu corpo, a realização dos exames para rastreamento do câncer de mama e o autoexame.

“Essencialmente, o que a gente busca num evento como esse é despertar a conscientização das mulheres para que elas sejam as agentes de transformação da saúde delas próprias, uma vez que o recomendado é que o câncer de mama seja encontrado em suas fases iniciais, fazendo com que o prognóstico dessa mulher seja muito mais favorável”, advertiu o mastologista

Leite frisou que “o importante é termos em vista que quanto mais precoce for descoberta a doença, maiores são as possibilidades de um tratamento completo ser realizado de maneira muito menos agressiva e, acima de tudo, com uma perspectiva enorme de cura”, finalizou o especialista.

Outubro Rosa na Alego

Nesse Outubro Rosa, além das palestras, a seção de Serviço Social também preparou a exposição de 21 banners com fotos e depoimentos de mulheres que enfrentaram o câncer de mama. Além disso, um espaço foi montado para  promover corte de cabelo para confecção de perucas e, ainda, uma estrutura de aço vazada em formato de coração foi disponibilizada no saguão principal da Alego para receber a doação de lenços.

“Todas essas atividades têm como objetivo conscientizar as mulheres para a importância do toque, especialmente do auto-exame das mamas, entendendo que esse ato simples pode estar antecipando um diagnóstico, então nosso desejo é que todas as mulheres sejam despertadas para o autocuidado”, ressalta a chefe da seção do Serviço Social, Lázara Helieth Cruvinel Ferreira.

Fonte: ALEGO

Compartilhe!