A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará realiza, de 19 a 22 de julho, uma série de atividades para celebrar a Semana da Cultura de Paz, em alusão ao Dia da Paz e da Conciliação no Ceará, comemorado em 22 de julho.

A celebração marca também a inauguração dos Núcleos de Mediação e Gestão de Conflitos e do Núcleo Sistêmico Restaurativo da Assembleia Legislativa, coordenados pela primeira-dama do Legislativo estadual, Cristiane Leitão, que será realizada na quarta-feira (21/07).

A inauguração dos núcleos será às 10h e contará com a presença da coordenadora dos núcleos, Cristiane Leitão; do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Evandro Leitão (PDT), e da vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, que falarão sobre a responsabilidade coletiva do poder público e da sociedade na promoção da cultura de paz.

O objetivo da semana é promover reflexões sobre as consequências positivas que a paz e a conciliação trazem para a sociedade. A data faz parte do calendário oficial de oito estados e do Distrito Federal e de 37 municípios.

A solenidade de inauguração dos dois núcleos será transmitida pela TV Assembleia (canal 31.1), FM Assembleia (96.7 MHz) e redes sociais.

PROGRAMAÇÃO

A programação inicia na segunda-feira (19/07), com o programa Questão de Ordem, transmitido às 19h30min pela TV Assembleia. Na terça-feira (20/07), haverá um webinar para os servidores da Casa com o tema “O fortalecimento da construção da conciliação no Estado do Ceará”.

Além de participar da solenidade de inauguração do Núcleo de Mediação e Gestão de Conflitos e do Núcleo Sistêmico Restaurativo na quarta-feira (21/07), a vice-governadora Izolda Cela também integrará o time de debatedores do programa Grandes Debates – Parlamento Protagonista, que será transmitido na quinta-feira (22/07), pela TV Assembleia, FM Assembleia e redes sociais da Casa. Também participarão a deputada estadual Augusta Brito (PCdoB), o juiz do Tribunal de Justiça da Bahia pioneiro no Brasil na utilização da constelação familiar no Judiciário, Sami Storch, e o promotor de Justiça de Itajubá que trabalha com direito sistêmico na mediação de conflitos, Elkio Uehara.

Fonte: ALECE