Foto/Divulgação

A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa visitou o Instituto de Prevenção Hospital do Amor, na tarde de quinta-feira (30/92021), com o objetivo de acompanhar o trabalho do Instituto e conhecer as necessidades. A ação faz parte da agenda da Campanha Outubro Rosa.

A Procuradoria da Mulher é imbuída desta missão de trabalhar em defesa da mulher, dos interesses, mas acima de tudo garantir os direitos. E é direito da mulher ter atendimento gratuito a saúde e neste outubro rosa as parlamentares abraçam esta causa com o objetivo de conscientizar as mulheres sobre o diagnóstico precoce através da realização dos exames de mamografia e PCCU.

A deputada Edna Auzier (PSD), procuradora titular, juntamente com as procuradoras adjuntas, deputada Cristina Almeida (PSB), deputada Telma Gurgel e a deputada Aldilene Souza (Podemos), reuniram-se com a equipe do Hospital do Amor para ouvir sobre a realização dos exames de PCCU e Mamografia e, na oportunidade pediram que fosse apresentado a elas quais demandas o Instituto precisava sanar com mais urgência.

Uma das demandas apresentadas foi a dificuldade enfrentada pelas pacientes para conseguir chegar até o hospital devido a falta de uma linha de ônibus que possibilite este acesso, pois até o momento não há ônibus que passe próximo ao Instituto. E ainda, a necessidade de pavimentação em avenidas que se encontram em situação crítica de tráfego.

“Fomos recebidos pela equipe do Instituto que apontou a necessidade de uma linha de ônibus para que as pessoas consigam ter acesso ao hospital. No momento da reunião, nossa equipe entrou em contato com o Prefeito Furlan, e já temos uma agenda para conversar e encontrar uma solução para este problema”, declarou a deputada Edna Auzier.

A deputada Cristina Almeida questionou sobre a situação da realização dos exames dentro das comunidades quilombolas, que segundo ela a prevenção continua sendo o melhor caminho para se garantir uma vida digna para população do Estado. E as comunidades tradicionais, quilombolas, enfrentam dificuldades de acesso para fazer estes exames.
“Hoje o nosso pedido foi para que a carreta do hospital do amor possa chegar até essas comunidades quilombolas, como já vem sendo feito nos 16 municípios e aldeias indígenas”, disse a parlamentar.

Só no Estado do Amapá, desde o início dos trabalhos do hospital, já foram realizados mais de 20 mil exames de PCCU e 50 mil mamografias. A enfermeira Dayse Araújo acredita que com o apoio das parlamentares é muito importante para que este trabalho continue, para que continue dando certo. Disse que espera que a CTMAC possa atender a solicitação e colocar uma linha de ônibus para que hospital atenda muito mais mulheres no Estado do Amapá.

Em Macapá o Instituto de Prevenção Hospital de Amor existe desde dezembro de 2018, quando o prédio foi entregue, sendo a 11ª unidade instalada no país. É um local de referência no tratamento e prevenção do câncer.

O Instituto é especializado em realizar exames para detectar presença de câncer de mama e do colo de útero, em mulheres com idade entre 40 e 69 anos, através da mamografia, e exames de PCCU, conhecido como Papanicolau, em mulheres de 25 a 64 anos.

Além da unidade física, o hospital possui uma carreta equipada que realiza, de forma itinerante, visitas aos 16 municípios realizando estes mesmos exames em mulheres que residem no interior do Estado.

Os colaboradores que atuam no Hospital receberam treinamento em Barretos, São Paulo, e seguem os protocolos de atendimento estabelecidos pelo Hospital de Amor.

Fonte: ALEAP