Com 15 deputados presentes na sessão desta quinta-feira, 19, o plenário da Casa votou e discutiu nove matérias, dentre elas, o projeto de lei ordinária nº 269/2020, de autoria governamental, que dispõe sobre a criação do Programa Jovem Cidadão do Mundo, com o objetivo de ofertar aos alunos do ensino médio da rede pública a possibilidade de realizar intercâmbio internacional. A proposta define os critérios para seleção dos estudantes e também a criação da respectiva bolsa intercâmbio, custeados pelo Poder Público Estadual.

As bolsas serão pagas em moeda corrente do Brasil, acrescidos das taxas de câmbio e taxas bancárias, mediante crédito em conta do estudante selecionado. O valor será creditado na conta do estudante, já convertida a moeda, por meio da carteira especial do Banco do Brasil, de acordo com o país onde estiver instalado o estudante selecionado, encaminhando o valor convertido na forma convencional estabelecida legalmente. O valor da bolsa de instalação será de RS 2.500,00 e da bolsa de manutenção será de R$ 800,00.

Fonte: ALEAL
Compartilhe!