Foto/Divulgação

Como acontece todos os anos, a Assembleia Legislativa do Acre aderiu oficialmente à campanha “Outubro Rosa na luta contra o câncer de mama”, na tarde desta quarta-feira (19). Durante evento realizado no auditório da Aleac, parlamentares e servidores assumiram o compromisso de engajar a Casa Legislativa na divulgação sobre o diagnóstico precoce da doença. O primeiro secretário da Casa Legislativa, deputado Luiz Gonzaga, e a procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane, também marcaram presença no evento.

Os servidores puderam ainda, prestigiar a palestra com o tema ‘Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Mama’, realizada pela palestrante Dra. Laís Bulsoni, especialista em Mastologia, Reconstrução Mamária e Ginecologia.

O objetivo do encontro é disseminar dados e ressaltar a importância de olhar com atenção para a saúde das mulheres, além de lutar por direitos como o atendimento médico e o suporte emocional.

 Para o presidente da Aleac, deputado Nicolau Júnior, é importante o engajamento do Legislativo na campanha. “A população precisa saber que há uma necessidade enorme de fazermos os nossos exames e o Poder Legislativo, como um órgão público, tem que estar sempre informando. Por isso, teremos a partir de hoje essa iluminação rosa para fazer alusão à campanha”, enfatizou Nicolau Júnior.

A deputada Antonia Sales (MDB) falou em nome dos deputados estaduais. Ela fez um alerta importante sobre a doença. “Quero parabenizar o presidente Nicolau Júnior pela iniciativa. Faço também um apelo para que as nossas mulheres se cuidem. Presenciei de perto o tratamento da minha filha e foi um processo muito doloroso. E olha que a Jéssica se cuidava, fazia exames anualmente e, mesmo assim, passamos por isso. Então, fiquem atentas, previnam-se, isso é muito importante. Não esperem só o mês de outubro para fazer os exames”, disse a parlamentar.

Já a servidora Rosana Cavalcante frisou que o acesso à informação e o autocuidado são fundamentais. “O outubro é o meu mês, porque ele pode ser considerado o mês do autoexame, do autocuidado, do alerta, da informação sobre a doença. Precisamos plantar essa semente, pois a descoberta precoce aumenta muito a possibilidade de cura”, disse.

Na oportunidade, as servidoras do legislativo também puderam realizar o agendamento de exames no Hospital do Amor. O encontro também contou com muitas músicas que foram interpretadas pelo maestro Lidson Martins, e sob a coordenação da cantora Yvana Pacífico. Integrantes da Escola de Música também abrilhantaram o evento. Foram realizados, ainda, sorteios de brindes para as servidoras.

De acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca), estão previstos para este ano mais de 66 mil novos casos de câncer de mama no Brasil. A doença consiste em um tumor maligno que ataca o tecido mamário e é um dos tipos mais comuns. Ele se desenvolve quando ocorre uma alteração de apenas alguns trechos das moléculas de DNA, causando uma multiplicação das células anormais que geram o cisto.

A Sociedade Brasileira de Mastologia recomenda que a mamografia seja incorporada à rotina das mulheres a partir dos 40 anos. No caso específico do câncer de colo de útero, por exemplo, é possível realizar a prevenção, o que nos casos de mama e ovário, trabalhamos para alertar quanto ao diagnóstico precoce.

Fonte: Aleac

Compartilhe!