albaAssembleia Legislativa da Bahia aprovou, na sessão da quarta-feira,  dia 23, o projeto de lei do deputado David Rios (Pros), que institui a Semana Estadual de Prevenção e Combate à Microcefalia, enfermidade que vem preocupando o Ministério da Saúde, em todo o Brasil, principalmente na região nordeste. A intenção de Rios, que também é médico, é conscientizar a população sobre a doença, para um melhor combate e prevenção. Normalmente diagnosticada no começo da vida, a microcefalia faz com que o bebê nasça com o crânio menor do que o normal.

David Rios explicou que as crianças com microcefalia têm problemas de desenvolvimento. “Não há tratamentos para a microcefalia, mas procedimentos realizados desde os primeiros anos melhoram o desenvolvimento e qualidade de vida. A microcefalia pode ser causada por uma série de problemas genéticos ou ambientais. Vários fatores podem provocar a anomalia, como a má nutrição das mães, o uso de drogas e álcool durante a gravidez e doenças como rubéola e toxoplasmose”, informou o parlamentar.

Pelo projeto do deputado, a Semana será realizada anualmente, a partir de todo 23 de outubro. Para viabilizar o evento, o Governo do Estado, através da Secretária Estadual de Saúde (Sesab) poderá firmar convênios com instituições públicas e privadas, entidades sociais e educacionais, associações e organizações nacionais e internacionais e com órgãos dos governos federal e municipal.A principal hipótese para o surto de microcefalia no Brasil, que atinge principalmente a região Nordeste, é o contágio por zika vírus – identificado no país pela primeira vez em abril.

Fonte: ALBA

Compartilhe!