Com a apresentação do hino nacional pela Orquestra Sinfônica Municipal de Campo Grande, teve início, na noite desta quarta-feira (24), a cerimônia oficial de abertura da 24ª Conferência Nacional da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), que neste ano ocorre no formato híbrido, com palestras online e sede presencial em Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, no Centro de Eventos Bosque Expo.

Abrindo os discursos, o presidente da Comissão Organizadora e vice-presidente da região Centro-Oeste, o deputado estadual Lídio Lopes (PATRI-MS) falou sobre o “sonho” de trazer a Conferência Nacional da Unale ao estado, após ficar impressionado com os eventos de anos anteriores dos quais participou. “Imagina a emoção de estar aqui neste momento. As articulações foram tantas que conseguimos vencer, em Brasília, para que Campo Grande pudesse sediar a 24ª Conferência Nacional da Unale. O que parecia ser um sonho distante”. E completou: “Vamos fazer a maior conferência tecnológica da história da Unale”.

Em seguida, a presidente da Unale, deputada Ivana Bastos (PSD-BA), destacou as dificuldades enfrentadas em um mandato durante a pandemia. “Tínhamos tantos planos para nosso mandato. A Unale parecia se antecipar e investir em novas tecnologias, essenciais nesse período de pandemia. Costumo dizer sempre: ‘tudo na vida tem o seu dia e a sua hora’. Hoje tenho certeza que este é o lugar que eu deveria estar”.

“Nesta Conferência, pretendemos debater os novos rumos Legislativos, bem como analisar o cenário econômico, e, sobretudo, refletir sobre as eleições de 2022. Uma caminhada que segue. Serão dois dias intensos, com a presença de importantes personalidades, autoridades, e palestrantes que irão promover vários debates com o objetivo de redesenhar os caminhos do Parlamento”, declarou Ivana, em referência ao tema da Conferência. “Os participantes poderão ampliar a sua área de conhecimento, e melhorar as políticas públicas regionais, com inovações e soluções adotadas fora dos seus estados”, acrescentou.

Em seguida à fala da presidente, foi apresentado um vídeo comemorativo aos 25 anos da Unale, no qual fundadores e ex-presidentes apresentaram os fatores que levaram à fundação da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, em 1996, e a importância da entidade desde então.

O presidente do conselho deliberativo do Sebrae-MS e secretário estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familia, Jaime Verruck, falou sobre a necessidade de olhar para como as Assembleias Legislativas e Legisladores se redesenharam durante a pandemia. “O papel que tiveram foi muito importante. Quantas vezes precisamos de projetos de emergência e, agora, de retomada da economia. Tudo isso passa pelo Legislativo. Queremos que a sociedade reconheça o quanto o legislativo é fundamental”.

A vice-prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PATRI-MS), representou o prefeito Marquinhos Trad (PSD-MS), que estava em agenda em Brasília. “Sabemos que as discussões e as pautas que serão abordadas durante esta conferência vão impactar os Legislativos Estaduais e municipais do país”, declarou.

Presidente da Assembleia Legislativa de Goiás e presidente do Colegiado de Presidentes das Assembleias Legislativas,  deputado Lissauer Vieira, disse que a Unale nunca foi tão forte e representativa. “Foram desafios e dificuldades que enfrentamos durante este período, e conseguimos vencer todos eles, Conseguimos vencer todos esses desafios. Ainda estamos saindo de uma pandemia, mas teremos o evento mais tecnológico da história da Unale, cumprindo todos os protocolos referentes à covid 19. Esta conferência ficará para a história da Unale. São 25 anos fortalecendo os Legislativos”.

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Paulo Corrêa (PSDB-MS) destacou o momento “tão significativo desta conferência”. “Nós, deputados estaduais, mesmo no período de pandemia, tivemos que ter muita competência para tocar o nosso trabalho. As sessões híbridas tem o quórum maior e qualificado, temos mais agilidade de votação”, discursou o parlamentar em referência a característica híbrida desta conferência.

O governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), agradeceu os parceiros que contribuíram para a realização do evento. “Não se realiza uma Conferência como essa sem os parceiros. É uma grande alegria para nós, sul-mato-grossenses, ver aqui na nossa capital a 24ª Conferência Nacional da Unale. Penso que não haveria melhor hora para essa reunião dos parlamentos e parlamentares estaduais do Brasil e nem um tema central mais apropriado do que o escolhido para esta jornada de debates e troca de ideias”.

Homenagens

Em alusão aos 25 anos da Unale, houve homenagem aos ex-presidentes da entidade que estavam presentes na cerimônia: Orlando Pessuti (PR), Maurício Picarelli (MS), Alexandre Postal (RS), Cesar Halum (TO), Clóvis Ferraz (BA), Alencar da Silveira Júnior (MG), José Luiz Tchê (AC), Venâncio Fonseca (SE), Sérgio Leite (PE), Sandro Locutor (ES), Ana Cunha (PA), Adjuto Afonso (AM), Luciano Nunes (PI) e Ciro Simone (RS).

Os ex-presidentes Carlos Dunga (PB), Geraldo Magela (DF), Sebastião Tejota (GO), Leal Júnior (PI), Liberman Moreno (AM), Joares Ponticelli (SC), e Kennedy Nunes, que não puderam estar presentes, também receberam a homenagem. In memoriam, já falecidos, houve homenagem a Agostinho Patrus (MG), Miguel Martine (MG), José Távora (RJ), e Aparecida Gama (RJ).

A comenda Unale foi entregue ao governador anfitrião Reinaldo Azambuja, ao presidente da Alems, deputado Paulo Corrêa, e ao prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, que foi representado pela vice, Adriane Lopes, que, por sua vez, recebeu o troféu gratidão; assim como o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás e presidente do Colegiado de Presidentes das Assembleias Legislativas, deputado Lissauer Vieira, e secretário estadual de Turismo do Rio Grande do Sul, Ronaldo Santini.

Por Richelieu

Compartilhe!