Search
Close this search box.

A Palestina e seus contrastes foram tema de uma audiência pública e ilustram uma exposição fotográfica aberta nesta quarta-feira (30) na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). O debate comandado pelo deputado Chico Brasileiro (PSD) marcou também o início de negociações entre representantes do Governo do Paraná e representantes da comunidade Palestina para oficializar um termo de cooperação, focado, principalmente, no turismo e no estímulo a investimentos.

A iniciativa de trazer o assunto para a Assembleia Legislativa, segundo o deputado Chico Brasileiro, é um gesto de solidariedade ao povo e à luta palestina. “Representa a solidariedade ao povo palestino expulso de sua terra. Representa também a cooperação. O Estado do Paraná cria uma rota de cooperação turística com uma região turística do mundo e isso é importantíssimo para o Paraná, e a Assembleia tem que se voltar também a essa cooperação”, afirmou.

A troca de experiências começou com uma viagem dos vereadores Paulo Porto, de Cascavel, e Nilton Bobato, de Foz do Iguaçu, à Palestina, em novembro do ano passado. Mesmo com dificuldades, a missão foi registrada em fotos que agora ilustram o trabalho de divulgação da Palestina no Brasil. “Eu perguntava insistentemente para as autoridades palestinas como eu poderia retribuir a generosidade e a hospitalidade do povo árabe. Eles então responderam: volte ao Brasil e conte o que você viu. Então isso é uma maneira de contar o que eu vi e tentar de uma maneira singela contribuir para a luta desse bravo povo”, afirmou Porto, autor das fotos.

Durante a audiência, eles relataram parte do que viveram durante os sete dias em que ficaram na Palestina. Nilton Bobato relembrou as dificuldades para transitar entre as cidades e ressaltou que a presença dos militares israelenses em todo o território é marcante, mas não supera a força do povo e de uma nação que tenta se estabelecer. “Além do conflito, além da disputa existe um povo. Existe uma nação que quer ser construída. Existe turismo, as pessoas podem fazer turismo. Os investidores do estado do Paraná podem investir na Palestina tranquilamente”.

Para os representantes da comunidade palestina no Brasil, a iniciativa é fundamental para que todos conheçam a verdadeira Palestina e não apenas os relatos de conflitos. “Para nós é essencial que as pessoas conheçam a Palestina para além dos seus escombros e cadáveres, para além da sua narrativa de combate político e de eventual combate militar. Essa é uma narrativa ligada ao lado negativo dessa situação toda. Quando as pessoas vão para lá elas vão ver o povo palestino, vão ver as cidades palestinas, elas vão ver os dez mil anos de história. Isso é essencial”, ressaltou Ualid Rabah, diretor de Relações Institucionais da Federação Árabe Palestina do Brasil (Fepal).

Para selar a união de paranaenses e palestinos uma oliveira foi plantada no jardim da Assembleia Legislativa do Paraná. A árvore tem grande peso simbólico para os palestinos, por fornecer alimento, sombra e substrato para a terra.
Também participaram das solenidades o deputado Tadeu Veneri (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia, e representantes da Paraná Turismo, da Secretaria de Assuntos Estratégicos do Paraná e do Comitê Árabe-Brasileiro de Solidariedade de Curitiba.

Exposição – Até o fim da semana, os registros feitos durante a viagem dos vereadores do Oeste do estado à Palestina e também objetos e livros palestinos podem ser conferidos por todos que visitam a Assembleia Legislativa. A exposição “Um Olhar sobre a Palestina” está montada no Espaço Cultural da Casa.

Fonte: ALEP

Compartilhe!