cldf_exposicaoUma viagem ao passado romano que ainda palpita no território da atual Sérvia. Isso é o que representa a exposição Itinerarium Romanum Serbiae Viminacium ou Itinerário dos Imperadores Romanos na Sérvia Viminacium, que será aberta nesta terça-feira (16), às 18h, no foyer do plenário da Câmara Legislativa.

Realizada pela Embaixada da Sérvia em parceria com a CLDF, por meio do Conselho Curador de Cultura da Casa, a exposição apresenta uma maquete da então cidade romana de Viminacium, complementada por imagens, textos ilustrativos, réplicas de bustos de imperadores, todos relacionados a uma rota de 600 quilômetros que abrange seis importantes cidades históricas da Sérvia fundadas na época do império romano. Nessa região da Sérvia, nasceram 18 dos cerca de 90 imperadores de Roma.

O sítio arqueológico de Viminacium, na confluência dos rios Mlava e Danúbio, 70 quilômetros ao leste de Belgrado, foi o modelo escolhido para o desenvolvimento da roda de estradas romanas no território da Sérvia. Viminacium, a capital da antiga província romana de Mésia Superior, em seus melhores tempos tinha aproximadamente 30 mil habitantes e foi um dos poucos lugares do Império Romano onde eram cunhadas moedas.

Nascido em Nis, Constantino é tido como o mais importante entre os imperadores romanos nascidos onde hoje localiza-se a Sérvia. Em 313, ele emitiu o Édito de Milão, o qual reconheceu a liberdade da religião cristã.

De acordo com os idealizadores da exposição, o Itinerarium Romanum Serbiae Viminacium é importante para a Sérvia, para a Europa, para todo o mundo. A rota cultural busca fazer uma conexão com outros países para dar nova vida aos caminhos romanos, como foi a Via Militaris, que ia desde o norte da Itália através dos Bálcãs até o sul da Europa.

Levando-se em conta que os romanos já uniram o mundo de sua época com as vias que construíram, a ideia de reconstituir parte destes caminhos numa rota dentro da Sérvia surgiu quase que espontaneamente e já é considerada uma “joia” a mais no legado cultural do planeta.

Segundo o Conselho Curador de cultura da Câmara Legislativa, o conteúdo da exposição é de interesse da população do Distrito Federal, sobretudo dos cidadãos que procuram conhecer o passado e a história das grandes civilizações.

A mostra ficará montada no período de 16 de fevereiro a 15 de março e poderá ser visitada das 8h às 18h (exceto em finais de semana e feriados). A entrada é gratuita.

Fonte: CLDF

Compartilhe!