Diante do constante aumento de casos de Covid-19 em todo o País, somando-se agora 1.603.055 casos, com 64.867 óbitos pela doença, governantes recuam e, em alguns estados, medidas de isolamento social mais restritivas são estabelecidas. Como no estado do Ceará, que teve a prorrogação do decreto de distanciamento social por mais sete dias. Ou em Sergipe, onde algumas atividades econômicas já liberadas podem voltar a fechar nos próximos dias.

No Goiás, a cidade turística de Pirenópolis teve estabelecido toque de recolher e o turismo está suspenso, com sujeição à multa de até dez salários mínimos a quem descumprir novas restrições. No Paraná, algumas regiões do estado, consideradas mais afetadas pela pandemia, irão encarar mais medidas restritivas, que serão anunciadas ao final do dia de hoje.

No Rio Grande do Sul, a prefeitura de Porto Alegre publicou novo decreto com medidas mais rigorosas para conter a disseminação do vírus. As novas ações passam a valer a partir de amanhã. Segundo a determinação, mercado público, parques cercados e estacionamentos foram fechados. Também foram suspensos os atendimentos nas academias de ginástica, salões de beleza e parte do comércio que ainda estava autorizada a funcionar, como o de veículos.

Em eixo contrário, no Rio de Janeiro foi autorizado o retorno das aulas presenciais do ensino infantil e das creches nas escolas privadas, de forma facultativa, a partir desta segunda-feira (06), com cumprimento das normas sanitárias de segurança. E também em São Paulo, onde abrirão nesta segunda-feira restaurantes e bares na capital paulista, assim como os comércios na área de beleza, estética e bem-estar, adotadas uma série de regras de prevenção estabelecidas por um protocolo.

Assim como Mato Grosso do Sul, que liberou a cidade de Bonito, principal destino turístico do estado fechado a dois meses, a receber visitantes desde seguido rigoroso protocolo de biossegurança para Covid-19.

Veja estas e outra informações sobre o isolamento social nas unidades federativas (CLICA AQUI).

Compartilhe!