Search
Close this search box.

Em reunião realizada nesta terça-feira (15/12), os integrantes da Comissão de Saúde da Alesp receberam o secretário de Estado da Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, que apresentou projetos e ações da Pasta relativas ao segundo quadrimestre de 2020. O secretário garantiu aos parlamentares o início das imunizações em janeiro e ainda respondeu a dúvidas que surgiram a respeito do assunto. O encontro em ambiente virtual foi presidido pela deputada Analice Fernandes (PSDB) e também teve o objetivo de votar pauta de projetos.

A situação epidemiológica do Estado foi um dos assuntos tratados durante o encontro. De acordo com o secretário, cerca de 60,2% dos leitos de UTI estão ocupados, o que representa um aumento de quase 20% em comparação ao nono dia de novembro. Gorinchteyn afirmou que a média diária de internações “não é nada igual ao que vimos no final de junho e julho, mas isso nos faz ter atenção realmente especial”.

Ao abordar a reclassificação do Estado para a Fase Amarela do Plano São Paulo, ele ressaltou: “Fomos muito mais precoces nas prevenções do que aquilo que encontramos em julho e agosto, especialmente, e, dessa maneira, passamos a uma proposição de segurança nas nossas atuações”.

O deputado José Américo questionou o secretário a respeito da possível disponibilização de vacinas para cidadãos de outros estados. “Eu não sou contra, mas precisamos de repente de uma previsão orçamentária, porque não sabemos direito quantas pessoas virão e, se vierem, vai ter um custo”, disse o parlamentar. Em resposta, o secretário afirmou haver estudos sobre o tema, mas mostrou-se confiante de que o Governo Federal irá aderir os imunizantes para um plano nacional.

Quanto aos itens da pauta, os parlamentares aprovaram o parecer em separado do deputado Edmir Chedid (DEM) favorável ao Projeto de Lei 735/2019, de autoria do deputado Agente Federal Danilo Balas (PSL), para autorizar a criação do Cadastro Estadual de Sangue a fim de incentivar doações.

Também foram acatados o Projeto de Lei 888/2019, do deputado Rafa Zimbaldi (PL), para instituir a Campanha de Conscientização e Incentivo à Doação de Cabelos às pessoas com alopecia (queda em partes específicas do couro cabeludo) causada pela quimioterapia, e o Projeto de Lei 694/2017, do ex-parlamentar Gil Lancaster, que proíbe a venda de seringas descartáveis a menores de dezoito anos.

Além dos já citados, participaram do encontro a deputada Janaina Paschoal e os deputados Alex de Madureira, Ataide Teruel, Caio França e Itamar Borges

Fonte: ALESP
Compartilhe!