alese-20-02Foi sancionado no dia 15 de fevereiro o Projeto de Lei nº 2/2014, que obrigatória a inscrição do grupo sanguíneo e do fator RH nas fichas escolares dos alunos das redes pública e particular de ensino de Sergipe. Segundo a parlamentar, a medida aprovada por unanimidade pela Assembleia Legislativa, objetiva “dar celeridade no atendimento dos estudantes em caso de uma eventualidade de socorro”.

O texto da propositura, de autoria da deputada estadual Maria Mendonça (PP), prevê que sejam aceitos os resultados fornecidos pelos exames realizados nas unidades públicas de saúde ou em laboratórios particulares. Segundo a deputada, “também serão incluídos os resultados de testes antialérgicos, de glicemia ou outros, a pedido da família, que providenciará os exames necessários”.

A nova regra prevê que pais ou responsáveis forneçam exames que contenham essas informações. A medida, destacou Mendonça, pode salvar vidas ao facilitar os casos de pronto atendimento médico. “Ninguém está livre de acidentes, até mesmo em salas de aula, e esses dados podem ser vitais para um rápido atendimento, se houver necessidade, numa urgência”, explicou a deputada.

Fonte: ALESE
Compartilhe!