Search
Close this search box.

 

alescinclusiva

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina convida estudantes com deficiência a participarem do processo de seleção para o preenchimento imediato de três vagas no programa de estágio Alesc Inclusiva. Abertas este mês, as inscrições seguem até o dia 11 de novembro e podem ser realizadas no site do Centro de Integração Empresa-Escola de Santa Catarina (Ciee/SC).

Criado pela Assembleia Legislativa, por meio da Resolução 5/2013, o programa completou no mês de setembro três anos de funcionamento. Nesse período, já recebeu cerca de 30 estagiários com diversos tipos de deficiência, como visual, auditiva, intelectual e física. No atual processo de seleção, além dos três para contratação imediata, outros cinco candidatos serão selecionados para cadastro de reserva. O recrutamento e a seleção dos estagiários serão realizados por uma comissão interinstitucional composta por servidores da Assembleia, representantes do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência (Conede) e da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE).

Ao considerar o programa uma importante iniciativa, o presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Alesc, deputado José Nei Ascari (PSD), afirmou que o Alesc Inclusiva traz para o Parlamento um ambiente mais humanizado, não apenas para os servidores, mas para as pessoas com deficiência que estão ingressando no Legislativo. “A iniciativa gera uma oportunidade de trabalho e consequentemente inclui essas pessoas no mercado. É visível os benefícios que este programa tem acarretado não apenas para a Assembleia, mas em especial, para a vida dessas pessoas”, comentou.

Requisitos

Para concorrer às vagas, os interessados devem obedecer a três requisitos. O primeiro é a apresentação de laudo, emitido por médico ou psicólogo, com diagnóstico e descrição da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) ou da Classificação Internacional de Doenças e de Problemas Relacionados a Saúde (CID).

Os candidatos precisam frequentar instituições de ensino médio regular, ensino superior, educação profissional ou educação especial. Também podem cursar os anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e alunos. O terceiro requisito é apresentar funcionalidade e perfil compatíveis com a vaga disponibilizada.

Os participantes do Alesc Inclusiva têm carga horária de quatro horas diárias, somando 20 semanais. Os estudantes de ensino médio recebem remuneração mensal de R$ 650. Já a bolsa dos alunos de ensino superior é de R$ 950. O auxílio-transporte concedido a todos os estagiários é de R$ 150. O contrato de trabalho tem duração de um ano, com possibilidade de prorrogação por mais um.

Fonte: ALESC

Compartilhe!