alescnaturezaA Galeria de Arte Ernesto Meyer Filho da Assembleia Legislativa recebe a exposição “Encantos da Natureza”, composta por 35 telas criadas pela artista plástica Bernadete Recktenvald Graeff ao longo de 15 anos de trabalho. A mostra é gratuita e fica aberta ao público até o dia 23 de dezembro.

Segundo Bernadete, a inspiração veio da natureza rural do Oeste catarinense. Nascida em Boa Vista do Buricá (RS), a artista plástica morou de 1 ano a 18 anos de idade em Tunápolis (SC). “Meus pais se mudaram para o Oeste quando eu ainda era bebê. Vivi minha infância toda no interior de Santa Catarina junto com a família. Lá a gente aprendeu muito a gostar da natureza”, contou. Ela também viveu em Porto Alegre por mais de duas décadas e reside em Florianópolis há 19 anos.

As telas retratam três fases distintas da artista plástica, que começou a pintar aos 40 anos, após se aposentar da carreira de contadora. “Passei a ter tempo para me dedicar à pintura. Essas obras são uma forma de lembrar a infância e juventude no Oeste.” As técnicas de pintura utilizadas são óleo sobre tela e espatulado.

As flores e jardins marcam a primeira fase da artista. “Simbolizam a minha infância alegre e colorida. Também tem a influência da minha mãe, que é apaixonada por jardins. Hoje, aos 92 anos, ela ainda levanta de manhã e dá uma olhada nas flores ao redor da casa.” Já a segunda fase é assinalada por pássaros. “Retrata a minha adolescência, época em que tive que abrir asas e alçar voos em busca de conhecimentos e novos horizontes, sair para estudar”, disse. Por fim, a última fase é representada por águas e pontes. “A referência é a luta para alcançar meus objetivos, precisando atravessar águas profundas.”

O destaque da exposição é a tela favorita da artista, intitulada Casarios. “Ela está sendo disputada pelos meus familiares”, revelou. “Essa pintura demorou cerca de cinco meses para ficar pronta porque tem partes do espatulado que levaram meio ano para secar. Essa técnica me fascina!”

Esta é a segunda vez que Bernadete expõe suas obras na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. “É emocionante, mexe comigo, pois foi tudo muito vivido, é de coração mesmo. Sempre digo que cada tela leva um pouquinho de mim, do meu sentimento”, ressaltou.

Fonte: ALESC
Compartilhe!