Search
Close this search box.

alees-07-03A participação da mulher na política foi o tema debatido na mesa redonda promovida pela Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, nesta terça-feira (6), no Plenário Dirceu Cardoso. Os presentes ressaltaram a baixa representatividade do sexo feminino nos parlamentos do Brasil.

Segundo dados apresentados com base em informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), essa participação gira em torno de 10% tanto no Congresso Nacional quanto aqui na Casa. No ranking mundial, o Brasil ocupa a 115º colocação, conforme dados do Banco Mundial.

A deputada Janete de Sá (PMN), procuradora especial, apresentou as diversas atividades que a Procuradoria tem realizado desde que foi criada, em dezembro do ano passado. De acordo ela, mais de 40 mulheres foram atendidas pelo órgão nesse período.

Durante a reunião, as quatro deputadas da Casa ­– Jante de Sá, Luzia Toledo (PMDB), Eliana Dadalto (PTC) e Raquel Lessa (SD) – fizeram uma rápida apresentação de suas respectivas trajetórias políticas. Todas foram enfáticas em defender maior participação das mulheres na vida política.

Para a primeira-secretária da Mesa Diretora, Raquel Lessa, a mulher é tão capaz quanto o homem e sabe fazer política. Luzia Toledo e Janete de Sá endossaram o discurso e Eliana Dadalto fez menção à necessidade da atuação honesta, ética e transparente no setor público.

Fonte: ALES
Compartilhe!