Search
Close this search box.

alersO Departamento de Cultura, que integra a Superintendência de Comunicação e Cultura da ALRS, desenvolveu, ao longo de 2016, projetos, programas e prêmios voltados para a o fomento da cultura e do desenvolvimento do estado do Rio Grande do Sul. Integram o Departamento de Cultura da ALRS, a Divisão de Promoções Culturais e Prêmios e a Divisão de Reserva de Espaços.

O superintendente de Comunicação e Cultura, Flávio Dutra, destacou o departamento pela organização exemplar das várias premiações realizadas pela Casa e das manifestações culturais promovidas durante 2016. “São ações de extensão da Assembleia, que promovem sua aproximação com os cidadãos gaúchos”, explica.

Ao longo do ano, foram realizadas exposições na Galeria dos Municípios e no Vestíbulo Nobre do Palácio Farroupilha, bem como mostras fotográficas individuais e coletivas na Sala JB Scalco do Solar dos Câmara. De14 a 23 de setembro, a Galeria dos Municípios abrigou a exposição “Tempo de ausência: 30 anos sem Josué Guimarães”, que integrou a programação da Semana Farroupilha 2016 da ALRS. Composta de banners, além de objetos pessoais e livros do homenageado, a mostra foi cedida à Assembleia pelo Acervo Literário Josué Guimarães, da Universidade de Passo Fundo (UPF).

O Sarau do Solar, tradicional projeto do Parlamento gaúcho, com apresentações quinzenais de música, nos mais variados gêneros, levou à Sala José Lewgoy do Solar dos Câmara e ao Teatro Dante Barone mais de 2 mil espectadores nos 17 espetáculos promovidos. Quatro deles especiais, alusivos à datas comemorativas (em março, setembro, novembro e dezembro).

Distinções como o Prêmio Lila Ripoll de Poesia, 11ª edição; o Prêmio de Responsabilidade Social, 17ª edição, e a Semana da Consciência Negra da ALRS, com a entrega do Troféu Carlos Santos e da Medalha Zumbi dos Palmares na Sessão Solene alusiva ao Dia Nacional da Consciência Negra, são exemplos das atividades institucionais desenvolvidas, com o intuito de fomentar e reconhecer a contribuição cultural, social, econômica e ambiental de pessoas, empresas e organizações da sociedade gaúcha.

Sarau do Solar já é tradição musical em Porto Alegre

O Sarau do Solar, realizado desde 1993, quando foi reinaugurado o Solar dos Câmara, após período de restauração, já se transformou em tradicional evento musical de Porto Alegre, caracterizado pela sua qualidade. Espetáculos musicais gratuitos, de variados gêneros, atraíram para a Sala José Lewgoy do Solar dos Câmara e Teatro Dante Barone, em 2016, mais de 2 mil espectadores.

A abertura da temporada do Projeto Sarau do Solar aconteceu com o Sarau Especial em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, no Teatro Dante Barone, onde 300 pessoas assistiram à apresentação de Andréa Cavalheiro, que interpretou canções de Milton Nascimento, Tom Jobim e Chico Buarque. Também se apresentaram Muni, o duo Valdir Verona e Rafael De Boni, Nani Medeiros, Aluísio Rockembach, Instrumental Picumã, Mônica Tomasi, Quinteto Persch, Flora Almeida, Dorval Dias e Flávio Hanssem, Rodrigo Nassif Quarteto, Bethy Krieger e Liana Timm, Kátya Teixeira e Marisa Rotenberg.

O Sarau Especial da Semana Farroupilha de 2016, dia 14 de setembro, teve como atrações Luiz Carlos Borges e Juliana Spanevello, no Teatro Dante Barone. Já o Sarau Especial da VII Semana da Consciência Negra da ALRS, com apresentação do Grupo Afro-sul Odomode, O Feminino Sagrado, espetáculo de música e dança. O encerramento da programação do Projeto Sarau do Solar de 2016 contou com apresentação do grupo musical com trinta anos de carreira, Tambo do Bando.

Prêmios marcam parceria da Assembleia com a sociedade

A Assembleia Legislativa, entidades e organizações da sociedade integram-se para fomentar o desenvolvimento cultural, científico, econômico, ambiental e social do estado, com a realização de certames destinados à valorização dessas iniciativas. Em 2016, a Divisão de Promoções Culturais e Prêmios viabilizou a concessão de 12 distinções (sendo que duas delas, Troféu Folha Verde e Troféu Pioneiras da Ecologia, foram promovidos por meio das Comissões de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo e de Saúde e Meio Ambiente, respectivamente).

O Troféu Mulher Cidadã foi entregue em Sessão Solene, realizada no dia 9 de março, no Plenário 20 de Setembro, tendo como agraciadas: Maria Berenice Dias (Defesa dos Direitos da Mulher); Daniela Pavani (Educação da Mulher); Cecília Hypolito (Promoção da Participação Política da Mulher); Inque Schneider (Profissionalização e geração de trabalho e renda para a Mulher); Irmã Conceição Inaia Andrade (Atividade Comunitária em prol da Mulher) e Valéria Houston Barcellos (Mulher na Cultura).

O Prêmio Jovem Cientista, instituído em 2009 pelo Parlamento gaúcho, a fim de distinguir os três alunos melhor colocados na Feira de Ciência e Tecnologia  (Mostratec), realizada anualmente pela Fundação Liberato Salzano, teve solenidade de premiação realizada no dia 22 de junho, quando as alunas Jisette González Nuñes, Jaqueline Dahmer Steffenon e Vitória Gerst receberam das mãos da presidente da ALRS, deputada Silvana Covatti, as passagens aéreas e comprovante de hospedagem em Porto Seguro, BA,  para participarem da reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

O Prêmio Lila Ripoll de Poesia teve cerimônia de premiação realizada no dia 10 de agosto, com apresentação musical do Quinteto Persch, integrada ao Sarau do Solar. Foram concedidas medalhas aos poetas César Alexandre Pereira, Ricardo Mainieri e Ricardo de Souza Almeida, três primeiros colocados, nessa ordem, e Menções Honrosas aos dez subsequentes. A coletânea de poesias vencedoras nesse certame foi lançada no dia 10 de novembro, no estande da Assembleia Legislativa, na Feira do Livro de Porto Alegre.

O Prêmio Assembleia Legislativa de Cinema – Mostra Gaúcha de Curtas foi promovido em agosto, dias 26, 27 e 28, em Gramado, RS, integrando a programação do Festival de Cinema de Gramado. O Prêmio é um incentivo à produção gaúcha de cinema. Na edição de 2016, foi ampliado o período de exibição dos curtas selecionados, de dois para três dias, além do aumento nos valores concedidos aos vencedores, totalizando R$ 48.000,00, nas 11 categorias do Prêmio. Foram agraciados: Corte Seco Ltda. –ME, pelo Melhor Filme com Lipe, Vovô e o Monstro; João Carlos Castanha – Melhor Ator; Sandra Dani- Melhor Atriz; Roberto Burd- Melhor Roteiro e Melhor Montagem; Bruno Polidoro- Melhor Fotografia; Bruno Seelig- Melhor Direção de Arte, Caio Amon- Melhor Música; Alessandro Montelli- Melhor Produtor; Gabriela Lamas – Melhor Direção e Lucas de Sá Araújo- Melhor Edição de Som. A cerimônia de premiação ocorreu no dia 28 de agosto, no Palácio dos Festivais, em Gramado.

Seguem manifestações de dois integrantes da Comissão Julgadora do Prêmio, acerca de sua realização: “O Prêmio Assembleia Legislativa – Mostra Gaúcha de Curtas merece todos os elogios e por vários motivos: ao estimular e premiar a realização de curtas-metragens, a iniciativa promove a possibilidade de jovens de todas as idades juntarem esforços práticos e criativos visando o fazer cinematográfico. Os resultados obtidos por essa iniciativa ao longo dos anos demonstra o mérito da Assembleia Legislativa, não só pela sua criação mas sobretudo pela sua continuidade, uma outra forma de estimulo. Os jovens realizadores gaúchos sabem que podem contar com essa importante parceria no futuro, condição fundamental em uma atividade que pode levar muito tempo para ser concluída.” (Susana Schild – jornalista, crítica de cinema, roteirista e jurada do Prêmio Assembleia Legislativa de Cinema – Mostra gaúcha de Curtas).

“O curta-metragem está ligado ao nascimento do cinema, que começou assim, de curta duração. É o formato mais antigo, e até hoje essencial para o desenvolvimento e a continuidade do cinema, renovando a linguagem e permitindo o surgimento de artistas, com custos em geral mais baixos. No Brasil, o curta é um celeiro riquíssimo, e o apoio a sua continuidade é estratégico para que o cinema brasileiro siga avançando. A Mostra de Curtas Gaúchos é uma das maiores tradições do Festival de Gramado, e a tudo que foi dito acima adiciona a importância de dar ao Festival a cor local, a presença dos talentos gaúchos, como foco principal”. (Eduardo Valente, crítico de cinema, realizador e jurado do Prêmio Assembleia Legislativa de Cinema – Mostra gaúcha de Curtas).

O Prêmio Gestor Público, realizado em parceria entre a Assembleia Legislativa, o Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Tributária do Estado RS (Sindifisco RS) e a Associação dos Fiscais de Tributos Estaduais do Rio Grande do Sul (Afisvec), foi entregue no dia 9 de novembro, no Teatro Dante Barone da ALRS. O município de Nova Santa Rita foi o grande vencedor, conquistando o Troféu Prêmio Gestor Público Especial pelo projeto Núcleo de Gestão Estratégica e Acompanhamento de Projetos e Ações. O Troféu Prêmio Gestor Público – 15 Anos – Administração Tributária, que homenageia os 15 anos do PGP, foi entregue para Alto Feliz, pela execução do projeto Educação Fiscal em Alto Feliz. Santo Antônio da Patrulha recebeu o Troféu Prêmio Gestor Público Tecnologia da Informação, pelo projeto A Informática Redimensionando as Relações a partir dos 60 Anos de Idade. O projeto Círculo de Máquinas e Ajuda Mútua de Feliz proporcionou a conquista do Troféu Prêmio Gestor Público Destaque – Emprego e Renda ao município de Feliz. Também foram entregues menções honrosas e certificados de reconhecimento.

O Troféu Carlos Santos e a Medalha Zumbi dos Palmares foram entregues durante a Sessão Solene alusiva ao Dia da Consciência Negra, promovida no dia 16 de novembro, no Plenário 20 de Setembro. No Troféu Carlos Santos, receberam a distinção as seguintes personalidades: Clóvis André Silva da Silva; Everton Duarte Alfonsin; Elisete Moretto; Luciana Custódio de Oliveira Rosa e Maria Deloi Cardoso. Com a Medalha Zumbi dos Palmares, foram agraciados: Categoria Cultural – Vilnes Gonçalves Flores Júnior – Nei D´Ogum; Categoria Social – Ana Aquino; Categoria Política – Waleska Vasconcellos; Categoria Esportiva – José Luis Ventura; e Categoria Religiosa – Luiz Vergílio Batista da Rosa. A promoção e entrega desses prêmios integrou a programação do Legislativo para a Semana da Consciência Negra 2016, promovida e organizada por meio do Departamento de Cultura, juntamente com uma comissão organizadora formada com essa finalidade, composta por representantes das bancadas partidárias e das entidades do Movimento Negro do RS. Além desses prêmios, foram realizados, no período de 14 a 20 de novembro, exposições na Galeria dos Municípios e Vestíbulo Nobre, o painel intitulado Lutas, Conquistas e Desafios de Enfrentamento ao Racismo, no Teatro Dante Barone, e espetáculo de música e dança com o grupo Afro Sul, nesse mesmo espaço, que reuniu mais de 560 pessoas (lotação completa).

O Prêmio de Responsabilidade Social, instituído no ano 2000, é realizado pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul em parceria com 14 entidades da sociedade civil, que indicam representantes para integrar a Comissão Mista do Prêmio. O objetivo da premiação é incentivar, no âmbito das organizações rio-grandenses, a realização de projetos voltados ao bem-estar social e à preservação do meio ambiente, na busca de uma sociedade melhor. A distinção abrange quatro tipos de reconhecimento: o Certificado de Responsabilidade Social, a Medalha de Responsabilidade Social, o Troféu de Responsabilidade Social – Destaque RS e o Diploma Mérito Social, além do Troféu Tema Norteador, para a organização que apresentou Relatório Social e teve o seu case selecionado entre os doze finalistas inscritos para concorrer ao tema norteador da edição. Em 2016, o tema norteador foi “Consumidor Consciente e Educação Financeira”, tendo recebido esse Troféu a Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF), com o projeto Balcão do Consumidor. Além desse troféu, 80 organizações foram certificadas, 18 receberam medalha e 9 foram agraciadas com o Troféu Destaque, nas suas respectivas categorias. A solenidade de premiação foi realizada no dia 23 de novembro, no Teatro Dante Barone da ALRS.

O Prêmio Líderes e Vencedores, realizado pela ALRS no dia 24 de novembro, no Teatro Dante Barone, em parceria com a Federasul, destacou 15 vencedores, nas  cinco categorias: Referência Educacional – professor Lauro Barcellos; Associação Antônio Vieira – Colégio Anchieta, e Foco Empreendedor. Destaque Comunitário – Fundação Vida Urgente; Associação Amigos da Oktoberfest Igrejinha, e Parceiros Voluntários Canoas. Expressão Cultural – OPUS Promoções; Instituto Goethe e Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS. Mérito Político – Eduardo Leite; Eliseu Padilha e Nelson Marchezan Júnior. Sucesso Empresarial – Casa Di Paolo; Cláudio Zaffari (Cia. Zaffari) e Stihl – Cláudio Guenther. A solenidade de entrega dos prêmios contou com apresentação musical da cantora Shana Muller, acompanhada da banda.

O Prêmio Vitor Mateus Teixeira, instituído em 1997, com o objetivo de reconhecer e valorizar o trabalho de artistas e veículos de comunicação que enaltecem a música gaúcha, foi entregue no dia 6 de dezembro, no Teatro Dante Barone. A comissão julgadora, formada, nesta edição, por representantes da Fundação Teixeirinha, do Movimento Tradicionalista Gaúcho e do Sindicato dos Músicos do RS, juntamente com um representante do Departamento de Cultura da ALRS, distinguiu, em 18 categorias do Prêmio, os seguintes ganhadores, agraciados com diploma e Troféu Vitor Mateus Teixeira: Cantor: Ita Cunha; Cantora: Cléa Gomes; Declamador: Neiton Bittencourt Perufo; Declamadora: Silvana Giovanini; Trovador: José Joaquim de Jesus Hugo (Teixeirinha); Trovadora: Maria Edi Malaquias; Compositor(a): Mano Lima; Instrumentista: Aluisio Rockembach; Arranjador(a): Maestro Tasso Bengel; Pajador: Celso Oliveira; Produtor(a) Musical: Willian Varela; Capa de Disco: CD de João Luiz Corrêa & Grupo Campeirismo “Pra Quem Vive de Bombacha”, com arte gráfica de  André Schmitt; Veículo de Divulgação de Artista Gaúcho(a): Rádio Sul.Net; Grupo de Show: Beira d’Estrada; Grupo de Baile: Grupo Querência; Grupo de Dança Gaúcha: Invernada Mirim do CTG Sentinela dos Pampas; Bandinha Típica Alemã: Banda Ghermania; Conjunto ou Intérprete de Música Ítalo-rio-grandense: Délcio Tavares. A cerimônia contou com apresentação musical da cantora Tatieli Bueno e banda.

Exposições integram espaços de arte e cultura na ALRS

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul disponibilizou, em 2016, o Vestíbulo Nobre e a Galeria dos Municípios do Palácio Farroupilha, para promoção de exposições institucionais e de municípios gaúchos, para divulgação de suas potencialidades, bem como a Sala JB Scalco do Solar dos Câmara, para a realização de mostras fotográficas.

No dia 30 de maio, foi aberta pela presidente da Casa, deputada Silvana Covatti (PP), e pela primeira-dama do Estado, Maria Helena Sartori, no Vestíbulo Nobre, a mostra “Mulheres em Foco”, por ocasião do Mês Internacional da Mulher. No dia 25 de abril, na Galeria dos Municípios, foi aberta a mostra “Salas Açorianas”, em homenagem aos 25 anos de fundação das primeiras Salas Açorianas no Estado. A coletiva fotográfica “Maternidade e Maternagem”, da Câmara Viajante, foi aberta no dia 2 de maio, na Sala JB Scalco. No mesmo dia, na Galeria dos Municípios, foi aberta a mostra “Personalidades de Estrela”, promovida pela Secretaria de Cultura e Turismo de Estrela. Autoridades e amigos prestigiaram, no dia 9 de maio, a abertura da Mostra “Rui Biriva – A alegria de bombachas”, em homenagem ao cantor Rui Biriva, na Galeria dos Municípios. As mostras fotográficas “Urbanidades” e “Nossas Crianças” foram instaladas na Sala JB Scalco nos dias 4 de julho e 4 de outubro, respectivamente.

Homenagem a Josué Guimarães

No dia 14 de setembro, na Galeria dos Municípios da ALRS, foi inaugurada a exposição Tempo de ausência: 30 anos sem Josué Guimarães. A exposição integrou as comemorações da Semana Farroupilha 2016, reverenciando um dos mais importantes escritores do século XX. Participaram da solenidade, os filhos do homenageado, Elaine, Adriana e Rodrigo Guimarães, além de parlamentares, amigos e público em geral. Josué foi uma das figuras mais atuantes no jornalismo do Rio Grande do Sul do século XX, atuando como repórter, editor, correspondente internacional, ilustrador e colunista em jornais influentes como o Diário de Notícias, A Hora, Folha da Tarde, Zero Hora e Folha de São Paulo. Na literatura, que descobriu apenas no fim dos anos 60, é o autor de livros como Camilo Mortágua, Tambores Silenciosos, Dona Anja e a trilogia inacabada A Ferro e Fogo, fiel retrato da sociedade da qual foi observador implacável.

Espaços para eventos e debates na ALRS

A Divisão de Reserva de Espaços tem como principais atribuições o agendamento, a solicitação dos serviços disponibilizados pela Assembleia Legislativa e a divulgação dos eventos, promovidos ou não pelo Poder Legislativo, realizados em diversos espaços. Também é responsável pelo agendamento de espaços do Parlamento, como Teatro Dante Barone, Vestíbulo Nobre, Galeria dos Municípios, salas João Neves da Fontoura (Plenarinho), Maurício Cardoso, Sarmento Leite, Salzano Vieira da Cunha, José Antonio Lutzenberger e Alberto Pasqualini. Além desses espaços, também promove agendamentos para a Sala José Lewgoy e Espaço Zumbi dos Palmares, no Solar dos Câmara. No ano de 2016, foram realizados, nas salas sob gestão da Divisão de Espaços, mais de 1.600 eventos, sendo 114 no Teatro Dante Barone, com um público de cerca de 34.000 pessoas.

Compartilhe!