Search
Close this search box.

alerrnatallEm poucos dias comemoram-se o Natal e a chegada do Ano Novo, o que reflete em gastos extras com presentes, roupas e itens para ceia natalina. E para não deixar que o consumidor entre em apuros, o Procon Assembleia orienta os roraimenses a controlar os gastos e entrar 2017 sem dor de cabeça.

Nesta época, além do salário, milhares receberão o 13º salário que resultará na oxigenação do comércio local. Antes de comprar, conforme o diretor do Procon Assembleia, Lindomar Coutinho, “é importante que o consumidor faça uma reflexão sobre o orçamento familiar, pois muitos já estão endividados no decorrer do ano”, explica sobre a necessidade de colocar todos os débitos na ponta do lápis e calcular a possibilidade de novas compras.

Para o uso do 13º, Coutinho avalia que o melhor é sanar as contas pendentes. “A recomendação que nós passamos para o consumidor, em relação ao 13º salário, é de quitar as suas dívidas, mas, se não tiver, aí sim poderá fazer as suas compras sem problemas”, detalhou.

Outro ponto abordado pelo diretor do Procon Assembleia está na pesquisa de preço antes da compra e se o custo se encaixa no orçamento da família. Com isso, recomenda-se planejamento e elaboração de uma lista de necessidades.

Ofertas com descontos chamativos são muito usadas para atrair compradores e o Procon Assembleia pede atenção redobrada com as publicidades veiculadas em todos os meios de comunicação. “Tem que observar se realmente existe essa publicidade, se está de acordo com o que está sendo ofertado. Se não estiver, aí sim existe uma publicidade enganosa”, disse Coutinho.

No ato da compra, o interessado deve saber a política de troca da loja/fornecedor. “Caso aquele produto não sirva e ele der de presente a alguém, ele precisa saber como proceder na troca. O fornecedor não é obrigado a trocar o produto caso não goste, só se aparentar um vício ou defeito”, contou o diretor do Procon.

E no caso das compras pela internet, a orientação é atenção na origem da loja, se há empresa com endereço fixo e CNPJ, telefone para contato e endereço de e-mail do vendedor. “Lembrando que se o consumidor comprou pela internet, ele tem o prazo de até sete dias para se arrepender dessa compra, sendo o prazo após a realização da compra ou do recebimento do produto”, explicou Coutinho.

Além das confraternizações em família, promotoras de eventos aproveitam a época para lançarem festas particulares com a cobrança de ingresso. O diretor do Procon especificou que até para esses casos vigora a lei da meia entrada, sendo destinados 40% dos tickets para estudantes, pessoas de baixa renda de 15 a 29 anos, doadores de sangue. O Procon Assembleia funciona na rua Agnelo Bittencourt, nº 216, no Centro de Boa Vista e funcionada de segunda a sexta-feira, das 7h30 as 13h30.

Fonte: ALERR
Compartilhe!