alepbazulA Assembleia Legislativa da Paraíba realizou em 2015 a melhor campanha preventiva do câncer de próstata, superando até mesmo a campanha da Sociedade Brasileira de Urologia, de parabéns a Assembleia Legislativa”.  A afirmação é do médico urologista Osório Abath, com 50 anos de experiência nesta área, atuando no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa. O evento também contou com a presença do deputado Jeová Campos.

O urologista proferiu palestra na ALPB, no dia 8 de novembro, no evento Novembro Azul – todos juntos na luta contra o câncer de próstata. O exame preventivo deve ser feito a partir dos 45 anos.

A presidente da Associação Promocional do Poder Legislativo (APPL), Eliane Galdino, destacou que o Novembro Azul é uma ação importante que a Assembleia Legislativa promove objetivando informar e conscientizar os homens a respeito dos cuidados que todos devem ter com relação à prevenção ao câncer de próstata. “O presidente Adriano Galdino apoiou o Outubro Rosa e hoje ele também está se preocupando com este momento do Novembro Azul, trazendo o grande cientista Osório Abath para transmitir esclarecimentos sobre câncer de próstata”.

O médico urologista Osório Abath, explicou que o câncer de próstata está relacionado principalmente aos fatores genéticos e fatores alimentares. No Brasil a questão cultural ainda distancia os homens da procura por exames preventivos. “O câncer de próstata é perfeitamente curado se diagnosticado precocemente. Para ser diagnosticado é preciso que se conscientizem os homens a procurar o urologista para exames periódicos que inclui o toque retal”, alerta.

A secretária de Estado da Saúde, Roberta Abath, que é filha do médico Osório Abath, afirmou que o número de óbitos por câncer de próstata no estado já supera o número de câncer de pulmão. “Nós temos de 2015 a 2016 um total de 859 pessoas que faleceram vítimas do carcinoma prostático e a perspectiva que o Instituto Nacional de Câncer – INCA faz até o final do ano é que haja um acréscimo dos números que já foram registrados, em 100%. Isso tem haver principalmente com a necessidade da mudança de hábitos. O homem e a população de maneira geral precisam se conscientizar, quebrar os conceitos e pré-conceitos que tem em relação ao toque prostático, extremamente necessário”.  Quem faz a prevenção é a própria pessoa. O câncer tem cura, desde que seja diagnosticado precocemente. Alerta Roberta Abath.

Na Paraíba hoje a cirurgia prostática é realizada no Hospital Napoleão Laureano, em João Pessoa. Em Campina Grande no Hospital Universitário e no hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP). Na abertura do evento o Coral Empasa fez uma apresentação.

Em material impresso distribuído a ALPB alerta sobre os principais sintomas: dificuldade de iniciar a micção; perda da força e do calibre do jato urinário; dor ao urinar; retenção de urina; sangue na urina; perda de peso; dores na coluna, fêmur; várias micções noturnas.

Fonte: ALEPB

Compartilhe!