A Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) aprovou, na quarta-feira (26), o projeto 3.670/14 que promove a reorganização administrativa do Poder Executivo (a chamada “Reforma Administrativa”). O texto foi apreciado em primeira discussão e votação e deverá ser submetido a segunda votação nos próximos dias.

Durante sua tramitação na Casa, a matéria provocou várias discussões e foi alvo de pedidos de vista e emendas. Após as emendas terem sido apresentas pelos parlamentares, o líder do Governo na Casa, deputado Fábio Sousa (PSDB), pediu vista do projeto e o devolveu com em separado.

Em seu parecer, o líder rejeitou as emendas dos deputados Daniel Vilela (PMDB), Valcenôr Braz (PTB), Major Araújo (PRP), Henrique Arantes (PTB) e Simeyzon Silveira (PSC), e apresentou apenas uma emenda modificativa,  acrescentando somente a expressão “Agricultura, Pecuária e Irrigação”, à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico, evitando assim qualquer possível confusão.

Com a aprovação desta emenda de Fábio Sousa, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico, passará a se denominar “Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação”.

Conforme o projeto de reforma, esta secretaria estará absorvendo as atividades das atuais Secretarias de Indústria e Comércio, Ciência, Tecnologia e Inovação, Agricultura, Pecuária e Irrigação, além da Agência Goiana de Desenvolvimento Regional.

Fonte: ALEGO

Compartilhe!