Colégio Estadual Juscelino Kubitschek, em São José dos Pinhai.29-06-15. Foto: Hedeson Alves

Estudantes com diabetes da rede pública estadual de ensino podem ter direito a cardápio alimentar especial nas instituições de educação. De autoria do deputado  Sidelvan Nóbrega (PRB), o Projeto de Lei nº 22.298/2017 tem o intuito de ajudar a controlar a doença e ao mesmo tempo garantir alimentação apropriada nas refeições realizadas nesses estabelecimentos.

O deputado informa que pesquisas apontam que uma dieta alimentar é eficaz para manter o controle glicêmico, sendo os alimentos com baixos índices de açúcar os ideais para proteger a saúde do pâncreas, órgão responsável pela produção de hormônios que ajudam o metabolismo do açúcar no sangue.

O autor do projeto destaca ainda que O diabetes é uma doença metabólica cujo principal vilão é o aumento do açúcar no organismo.

Existem três tipos de diabetes a tipo 1, tipo 2 e a gestacional. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), estima que 240 milhões de pessoas no mundo sofram com o problema. Segundo o Ministério da Saúde, a doença é responsável por 25 mil mortes a cada ano.

Pelo projeto, o diretor da unidade escolar deverá se certificar, no início do ano letivo, a existência de alunos com alto teor glicêmico no sangue, a fim de solicitar o cardápio adequado para eles.

“A prevenção é o melhor mecanismo de defesa, mas é preciso cuidar desde cedo daqueles que têm até mesmo uma pré-disposição à doença. O diabetes oferece riscos de doenças cardiovasculares e precisamos ficar atentos”, pontuou Nóbrega.

Fonte: ALEBA Foto: HEDESON ALVES
Compartilhe!