aleamprostataA Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) proporcionou no dia 18 de novembro, a seus servidores, principalmente, para o público masculino, uma palestra especial ministrada pelo diretor de Saúde da Casa, médico Arnoldo Andrade, com o tema voltado para a “Saúde do Homem”, dentro da programação da campanha “Novembro Azul”, de prevenção ao Câncer de Próstata.

De acordo com o diretor Arnoldo Andrade um grande número de servidores está inscrito para realizar na próxima semana os exames de sangue (dosagem do PSA) e o da imagem (ultrassonografia da próstata) e, após a análise desses exames, por um médico especialista, será possível fazer um diagnóstico para saber se há necessidade do exame de toque e, posteriormente, se necessário biópsia.

Dando início à palestra, Arnoldo Andrade fez uma explanação sobre a conscientização da população, alertando sobre a importância da prevenção e acabando com certos mitos que transcorrem em torno da doença como sendo o principal meio para combatê-la. Para ele a iniciativa de palestras sobre esse tema é positiva e deverá ser repetida nos próximos anos como forma de prevenir e orientar os servidores sobre essa enfermidade que mata de forma lenta.

Arnoldo explicou que a prevenção é positiva pelo fato de se saber que o homem vive sete anos a menos que a mulher pelo fato de se expor muito mais aos diversos tipos de acidentes na vida, passar por violência na relação por conta dessa exposição, além de se sentir superior às mulheres. Esses são alguns dos fatores que inibem os homens de buscar uma melhor avaliação médica. Ele se cuida de modo geral muito menos que as mulheres. Preocupa-se menos com as doenças crônicas e tudo isso leva ao fato de que ele viva muito menos que as mulheres.

Seguindo essa trilha, disse Arnoldo Andrade, é que a Diretoria de Saúde foi mobilizada para fazer com que os homens se sensibilizem a fazer essa avaliação (chek-up) uma vez por ano, tempo ideal para todos. “O câncer de próstata é a segunda doença que mais afeta os homens perdendo apenas para as doenças de pele. Casos mais frequentes ocorrem nos homens que já passaram dos 50 anos, pois a idade avançada está entre os fatores de risco, assim como o histórico familiar da doença, fatores hormonais e ambientais, além de maus hábitos alimentares, sedentarismo e excesso de peso”, observou.

Uma explicação importante, segundo Arnoldo, diz respeito ao fato de que o câncer de próstata não é visível, não causa dor na fase inicial o que leva o homem a não se preocupar com o caso e quando aparece algum sintoma já está em fase avançada com a medicina não tendo muito mais o que fazer, sendo a prevenção o melhor caminho.

Fonte: ALEAM

Compartilhe!