alese-27-03Dia 26 de março é conhecido como o ‘Purple Day’ ou ‘Dia Roxo’, um dia de esforço internacional dedicado a conscientizar pessoas sobre a eplepsia e também de combate ao preconceito. Como membro da comissão da Frente Parlamentar em defesa das Pessoas com Eplepsia da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), a deputada apresentou projeto de lei para incluir no calendário de eventos de Sergipe o Dia Estadual de defesa dos Direitos da pessoa com Eplepsia e indicação para a implantação do Programa de Prevenção às pessoas com Epilepsia na Rede Estadual de Saúde . A doença atinge no mundo mais de 50 milhões de pessoas, desses, 3 milhões no Brasil e mais de 50 mil em Sergipe.

Na ocasião foram entregues aos deputados botons roxos para lembra o dia. A parlamentar explicou que não é uma doença contagiosa, não é hereditária e que a pessoa não tem necessariamente problema mental.

“É preciso falar sobre essa doença que ainda atinge há muitos no mundo,mais de 200 mil novos casos por ano. É uma alteração neurológica caracterizada por descargas elétricas excessivas que se manifestam com convulções independente da faixa etária”, explicou Goretti lembrando que o diagnóstico é clínico e que o exame eletroencefalograma é o exame mais comum para detectar a doença e auxiliar no diagnóstico. Parabenizou a Unale pela iniciativa por tratr um tema tão expressivo e necessário que vai beneficiar milhares de pessoas. “precisamos acabar com as crenças em torno dessa doença e para isso conto com a aprovação de meus colegas para o projeto e para a indicação”, finalizou Goretti.

Fonte: ALESE
Compartilhe!