Search
Close this search box.

estadiosalemtA Assembleia Legislativa do Mato Grosso aprovou em segunda votação o Projeto de Lei 455/2015, que torna obrigatório no Estado, a distribuição gratuita, de sacolas plásticas oxi–biodegradáveis (ecológicas) nos eventos em ginásios esportivos, estádios  e arenas, de autoria do deputado Saturnino Masson (PSDB) .

O projeto prevê que os promotores de evento deverão realizar campanhas educativas e de conscientização aos  usuários a respeito da coleta e transporte do lixo produzido pelos mesmos durante o evento. Cabe ainda aos organizadores manter postos de entrega desse lixo e de fácil acesso aos consumidores, e deverá promover destinação final e adequada para os mesmos.

Para Saturnino as campanhas educativas e de conscientização são importantes para que esses ambientes estejam sempre limpos. O parlamentar destacou o exemplo que os japoneses deixaram em Cuiabá, na Copa do Mundo de 2014. Eles recolheram o lixo produzido durante o jogo entre o Japão e Colômbia, na Arena Pantanal.

“Precisamos dar exemplo nos estádios, ginásios e arenas. Recolher o lixo de forma voluntária e dar o destino correto pode ser umas das formas de ajudar a manter o local limpo. As campanhas e distribuição de sacolas plásticas biodegradável são alternativas que visam a limpeza imediata em locais com grande concentração de público, além de colaborar com a preservação do meio ambiente.

De acordo com o projeto, as sacolas ecológicas,  deverão ser aquelas feitas de material reciclável, retornável ou que se decompõem por biodegradação, tendo como resultado gás carbônico, água e biomassa ou ainda as fabricadas com bioplásticos ou biopolímeros de fontes renováveis, provenientes de cultura agrícola, não  tóxicos, e que não contaminem o meio ambiente. O Projeto agora aguarda a sanção do governador Pedro Taques.

Fonte: ALEMT
Compartilhe!